Silvana Sá

silvana@adufrj.org.br

“Todas as nossas divergências são muito pequenas perto do que nos une, que é a Universidade Federal do Rio de Janeiro. Um futuro melhor para a UFRJ é um futuro melhor para a sociedade brasileira”. Com estas palavras, a professora Denise Pires de Carvalho, do Instituto de Biofísica, saudou o Colégio Eleitoral que a escolheu como reitora da instituição, dia 30. “A universidade continuará pública, gratuita e de qualidade e vamos trabalhar para que se torne ainda melhor”, completou.

O nome do professor Carlos Frederico Leão Rocha, do Instituto de Economia, também foi ratificado em primeiro lugar na lista para a vice-reitoria. “Entendo esse resultado como uma expressão de unidade da nossa universidade. Não há consenso em tudo o que falamos ou pregamos, mas na divergência também entendemos a importância da unidade”, disse. “A nossa campanha acabou e esperamos contar com todos vocês nos desafios que temos pela frente”, acrescentou.

O Colégio – formado pelos integrantes dos colegiados superiores da UFRJ – elaborou as listas tríplices de reitor e vice-reitor encaminhadas ao governo federal. Ao cargo de reitor foram eleitos, na ordem, Denise Pires de Carvalho, com 82 votos; Eduardo Mach (Escola de Química), com seis votos; e Gisele Pires (Faculdade de Medicina), com dois votos. Para vice-reitor, foram eleitos Carlos Frederico Leão Rocha, com 82 votos; Denise Guimarães Freire (Instituto de Química), com seis votos; e Eduardo Raupp de Vargas (Instituto Coppead), com dois votos. A lista seguiu no próprio dia 30 para o Ministério da Educação. Agora, a expectativa é que o governo federal nomeie os próximos dirigentes da universidade até 2 de julho, quando se encerra o mandato da atual gestão.

O colegiado segue a legislação vigente, composto em 70% por professores. A votação foi aberta. Cada conselheiro foi ao microfone votar em seus preferidos. Votaram, em sequência, os integrantes do Conselho de Ensino de Graduação, do Conselho de Ensino para Graduados, do Conselho de Curadores e do Conselho Universitário.

O resultado do Colégio Eleitoral coincidiu com o desejo da comunidade acadêmica que, no início de abril, também indicou Denise Pires e Carlos Frederico Rocha para ocuparem os cargos de reitora e vice-reitor.

Um dos momentos de grande emoção no colegiado foi a votação do professor Oscar Rosa Mattos (Coppe). Integrante do Conselho de Curadores e candidato a reitor derrotado na pesquisa, votou em seus opositores. Ao fazer o anúncio, foi muito aplaudido pelos presentes.

O reitor Roberto Leher foi o último a votar, também nos professores Denise e Fred. “Hoje é um dia muito importante para nossa instituição. O Colégio Eleitoral referenda a autonomia universitária. A universidade poder exercer de forma legal e legítima seu autogoverno é uma condição para que a instituição cumpra o que a sociedade espera de nós”, afirmou.

PRIMEIRAS AÇÕES
Em entrevista exclusiva à TV Adufrj, Denise e Fred falaram dos planos para a reitoria. Uma das primeiras tarefas será elaborar o novo Plano de Desenvolvimento Institucional da UFRJ. Outra prioridade é aprovar os regimentos do campus de Macaé e do polo Duque de Caxias. Outro projeto é promover a “reitoria itinerante”, com reuniões nos diferentes locais de trabalho.

Também está no horizonte da nova reitoria apresentar e aprovar, ainda em 2019, o orçamento da UFRJ para o próximo ano. “Temos um ajuste a fazer, temos dívidas a pagar, mas queremos apresentar alternativas para enfrentar os problemas”, afirmou o vice-reitor eleito.

PERFIS
Denise Pires de Carvalho – Professora Titular do Instituto de Biofísica

Primeira mulher eleita para a reitoria em toda a história da UFRJ, Denise Pires de Carvalho apresenta uma trajetória acadêmica consolidada. Casada e com duas filhas, Denise mora no Jardim Guanabara, na Ilha do Governador. A proximidade com a Cidade Universitária, onde cursou Medicina na década de 80, favorece a qualidade de vida. A residência também deixa a família perto de outra paixão: o samba. São frequentes as visitas à quadra da União da Ilha, embora o coração da reitora eleita seja verde-e-rosa. “O samba da Mangueira deste ano foi história pura!”. Mas o gosto musical é eclético. “Fui a todos os Rock in Rio”.

A vocação para a liderança vem desde a juventude. “Fora da universidade, sempre fui representante de turma”, diz. “Sempre fui politizada”. Não à toa, Denise ocupou diversos cargos e funções ao longo da vida acadêmica. Foi Coordenadora de Graduação (1998-1999) e de Pós-graduação (2001-2005), diretora do Instituto de Biofísica de 2010 a 2013, e integrante do Conselho Universitário entre 2012 e 2016. além de representante dos Adjuntos no Conselho do Centro de Ciências da Saúde (1998-2002).

Carlos Frederico Leão Rocha – Professor Titular do Instituto de Economia

O vice-reitor escolhido pela UFRJ é carioca e flamenguista daqueles que gostam de assistir aos jogos no estádio. Aos 54 anos, casado e com três filhos, Carlos Frederico Leão Rocha completará 21 como docente da UFRJ em julho, mesmo mês em que deverá tomar posse no segundo cargo mais importante da universidade.

A relação com a UFRJ é antiga. “Entrei na universidade como aluno em 1983”, relembra. Emendou os estudos no mestrado, em 1987. “E em 1991 passei no meu primeiro concurso, para a UFF. Portanto, tenho quase 30 anos de docência na universidade pública”, orgulha-se.

Ao longo de sua carreira, assumiu posições de destaque na instituição: foi diretor de graduação, integrante do Conselho de Ensino de Graduação, participou da equipe que elaborou o Plano Diretor UFRJ 2010-2020, foi diretor do Instituto de Economia (2011-2015). “Eu me considero um participante da segunda gestão do Aloisio (Teixeira, ex-reitor da UFRJ até 2011)”.

Ao fim de sua gestão no Instituto de Economia, Fred venceu as eleições como 1º vice-presidente da Adufrj, em 2015. Era uma chapa de oposição ao grupo que dirigia a entidade naquele momento. “Foi um divisor de águas. Conheci muito mais profundamente a UFRJ. Ter integrado um grupo que tinha e tem um projeto para a universidade é algo que me dá um profundo orgulho”, finalizou.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)