Redação Adufrj

comunica@adufrj.org.br

Elisa Monteiro e Kathlen Barbosa

No ano em que a Escola de Música da UFRJ comemora 170 anos, ela também forma o primeiro bacharel em cavaquinho do país.

Graduado em julho de 2018, Pedro Cantalice, de 33 anos, entrou na UFRJ no ano em que foi criado o curso de cavaquinho, em 2014. Pedro diz que entrar na universidade não fazia parte de seus planos, mas a origem de uma graduação sobre o instrumento popular o atraiu.

“Sempre frequentei ambientes de música, mas não flertava com a universidade. Apenas quando ouvi falar que abriria uma graduação de cavaquinho eu disse: se tiver esse curso, eu vou para a UFRJ”, contou.

E aquilo com o que ele nem sonhava virou seu novo amor. A Escola de Música se tornou uma segunda casa. “ A universidade é a escola que eu sempre quis ter, o lugar onde estudo o que eu amo. Só quem está dentro sabe o que é vivenciar uma universidade pública. A gente conhece o pessoal da Educação Física, da História, da Física, Química… e reconhece o mesmo sentimento de estar em casa, cada um na área de que gosta”, afirma emocionado.

Pedro destacou a relevância de estudar na Academia um instrumento popular. “O cavaquinho entra na universidade com um repertório popular e uma história riquíssima, que talvez a Academia não conhecesse. Acho que todo mundo ganha com essa troca”, afirmou. Morador de Vila Isabel, Pedro começou a aprender cavaquinho aos 15 anos e desde muito jovem já trabalhava com música, não apenas na noite, mas como editor de partituras.

“Trabalho há muito tempo para a Academia Brasileira de Música, fazendo uma espécie de tradução de composições manuscritas. Muitas vezes os compositores fazem as peças apenas para os instrumentos que tocam, então você vem e completa com as partes dos demais instrumentos”, comentou. A diretora da Escola de Música, Maria José Chevitarese, destaca o papel da instituição na formação de instrumentistas. “Muitos se destacam não só no Brasil, como também no exterior. São um orgulho nosso”, afirma.

 

TVADUFRJ: Para mais detalhes da entrevista de Pedro Cantalice, acesse a TV Adufrj no Youtube: www.youtube.com/user/adufrj

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)