Professores reunidos no Centro de Tecnologia (Fundão). Foto de Fernando Souza

Silvana Sá

silvana@adufrj.org.br

A Assembleia Geral dos professores da UFRJ aprovou paralisação das atividades para o dia 15 de maio.

A assembleia aconteceu em três campi da universidade: Fundão, Praia Vermelha e Macaé e reuniu mais de 150 professores. No total, foram 167 votos a favor da paralisação, dois votos contrários e nenhuma abstenção.

Na data, os professores irão realizar uma série de ações na Praça XV, no Centro do Rio de Janeiro, e também em Xerém e Macaé, onde funcionam campi da UFRJ. O objetivo é participar da greve nacional da Educação, em conjunto com profissionais do ensino básico ao ensino superior, contra a Reforma da Previdência.

Os docentes também vão protestar contra os cortes anunciados pelo governo e que afetaram toda a educação pública.

Uma das atividades previstas para o dia 15 é a “Universidade na Praça”,  a partir das 13h, com aulas públicas e demonstração da produção científica da UFRJ. Uma passeata da Educação está marcada para as 17h, da Candelária até a Central do Brasil.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)