Cientistas lançam movimento no Congresso Nacional, no dia 8

Redação Adufrj

comunica@adufrj.org.br

Cientistas lançam movimento no Congresso Nacional, no dia 8

Pesquisadores de todo o país se reuniram em Brasília, nos dias 8 e 9 de maio, em defesa da educação e da ciência. As atividades, batizadas de #CiênciaOcupaBrasilia, foram organizadas pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC), em parceria com instituições científicas e acadêmicas nacionais. As diretoras da AdUFRJ, Maria Lúcia Werneck Vianna e Lígia Bahia, participaram das programações.
No dia 8, um ato no Congresso Nacional marcou o lançamento da “Iniciativa de C&T no Parlamento – ICTP.br” em defesa da ciência brasileira. O movimento é coordenado por oito instituições de pesquisa e ensino, dentre elas a SBPC, a Academia Brasileira de Ciências (ABC) e a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). “A proposta é atuar permanente junto aos parlamentares em prol do desenvolvimento científico e tecnológico do país”, explica Ildeu Moreira, presidente da SBPC e professor do Instituto de Física da UFRJ.
Na ocasião, foram apresentados e discutidos com os parlamentares os pontos prioritários para a recuperação do setor, como a recomposição do orçamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTIC).
A legislação para a área é outra preocupação. Os cientistas defendem a aprovação do PLS 315, que transforma o FNDCT em fundo financeiro. “A medida evita que os recursos sejam contingenciados”, avalia Ildeu Moreira.
Ainda houve destaque para o PL que destina 25% do Fundo Social do Pré-Sal à ciência, tecnologia e inovação. A comunidade científica pediu ainda a derrubada dos vetos à Lei dos Fundos Patrimoniais.
No dia 9, o ministro Marcos Pontes recebeu a comunidade científica. A avaliação do encontro foi positiva. “Ele se mostrou bastante aberto às demandas dos cientistas. Queremos contribuir para a discussão dos grandes temas nacionais ”, destaca Ildeu.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)