Visibilidade mesmo à noite - Foto: André Hippertt

Elisa Monteiro

elisamonteiro@adufrj.org.br

Quem passa pela Linha Vermelha ao lado da UFRJ enxerga um enorme painel com a foto de alunos que são os primeiros de suas famílias a ingressar na universidade pública. A imagem faz parte da campanha UFRJSempre, criada pela Adufrj no ano passado para valorizar a instituição. E, desde o fim de maio, estampa uma lateral superior do bloco A do Centro de Tecnologia.

“É muito representativo do que é a universidade pública hoje”, opinou o doutorando Aloísio Macedo, do Instituto de Matemática, que também é o primeiro da casa a cursar graduação e pós-graduação em uma universidade pública. “Também é uma mensagem interessante para pessoas que nunca tiveram oportunidade de ingressar em uma universidade”, acrescentou.

Foram necessários quatro dias de trabalho de uma equipe de oito pessoas para instalação do novo banner da Adufrj, que mede 27,5 metros de comprimento por 7 metros de largura. Oito refletores mantêm visível a mensagem em defesa da universidade pública, inclusiva e democrática. As luzes são acesas entre 18h e 2h, graças a um sistema de timing.

“Nós pensamos no diálogo com quem está fora da universidade, que é uma preocupação constante da Adufrj. E, ao mesmo tempo, no controle da energia para que não houvesse desperdício”, destacou o diretor da Adufrj Felipe Rosa.

A professora de alemão Beate Flunkert aprovou a iniciativa. “Muitas pessoas não sabem das coisas boas da universidade. Buscar chamar atenção de quem está fora é importante”.

MEMÓRIA
O retrato de quase sessenta graduandos e graduados da maior federal do país foi produzido no campus do Fundão, em frente ao Restaurante Universitário Central, em 27 de novembro.