Redação Adufrj

comunica@adufrj.org.br

O Ministério da Economia anunciou, no dia 1º, que pretende implantar o sistema de ponto eletrônico na administração federal nos próximos 12 meses. Pelos cálculos do governo, cerca de 410 mil servidores públicos federais serão atingidos pela medida. Não serão afetados 146 mil professores das universidades federais e servidores com funções comissionadas de nível 4 ou acima, os chamados DAS. Mas os demais servidores, sim.

A coordenadora do Sintufrj, Gerly Micelli disse que a categoria está em alerta desde o governo Temer contra a medida. Ela defende que “a alternativa para proteger os servidores e melhorar o atendimento da universidade será por meio da reorganização do processo de trabalho por meio de turnos contínuos (de seis horas)”.

O registro eletrônico obrigatório começou a ser aplicado para trabalhadores da AGU, Ancine e Universidade Federal de Tocantins.