Professoras no lançamento do Fórum de Mulheres da UFRJ, na Faculdade de Letras - Crédito: Fernanda da Escóssia

Fernanda da Escóssia

fernanda@adufrj.org.br

(Última atualização em: 04/05/2018)

Professoras da UFRJ lançaram agora há pouco, na Faculdade de Letras, o Fórum de Mulheres da universidade, com o objetivo de discutir o conhecimento acadêmico produzido por mulheres e sobre mulheres. O grupo lançou três ideias que já começam a ser postas em prática: um banco de dados, para facilitar o acesso à produção acadêmica de mulheres e a citação dessa produção em trabalhos acadêmicos; um projeto permanente de debates, intitulado “Contraepistemologias”, com palestras de professoras de várias áreas; e um curso de extensão intitulado “Pensando Gênero”.

O Fórum se diferencia de outros coletivos de mulheres já existentes já UFRJ por privilegiar a questão epistemológica, ou seja, a forma de produzir e disseminar conhecimento. “A gente vai abordar diretamente a produção do conhecimento, aumentar repertório para tirar essa confusão entre ideologia de gênero e teoria de gênero, que é fundamental. Quem sacaneia o feminismo fica falando de uma ideologia. A gente tem conhecimento a produzir, a bandeira do Fórum é essa”, esclareceu a professora Heloisa Buarque de Hollanda, diretora do Programa Avançado de Cultura Contemporânea (PACC/LETRAS/UFRJ).

A partir dessa finalidade, o Fórum privilegiará a discussão do conteúdo científico produzido por mulheres. “A gente só estuda homem”, resumiu Heloisa, que participou do lançamento.  Beatriz Resende, professora titular da Faculdade de Letras e também integrante do grupo criador do fórum, disse que a ideia é trazer docentes de várias áreas para discutir não só o feminismo, mas a produção de mulheres em várias áreas acadêmicas.

 

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)