Silvana Sá

silvana@adufrj.org.br

Diante de dirigentes da associação de reitores das universidades federais, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, repetiu parte das polêmicas declarações à revista Veja — na qual defendeu o pagamento de mensalidades nas universidades, demonstrou simpatia pelo Escola Sem Partido e ameaçou punir reitores via Lei de Responsabilidade Fiscal.
A reunião com a Andifes, realizada no fim de janeiro, tinha como objetivo apresentar ao ministro o sistema formado pelas universidades federais. A Andifes defendeu a autonomia universitária. “Mostramos como as universidades contribuem para ciência e a pesquisa no país”, destacou o secretário-executivo da instituição, Gustavo Balduíno.
Segundo ele, Vélez disse ter intenção de apresentar propostas de gestão e financiamento das universidades, sem detalhar quais. Afirmou, ainda, que convidará a Andifes a debater os temas. “Estamos abertos. Não fugimos ao debate”, disse Balduíno.
O reitor Roberto Leher avaliou as posições expressadas por Vélez: “Ele possui uma visão de mundo carregada de convicções. Como Ministro, irá descentrar sua concepção para exercitar a condição de representante do Estado, dialogando com distintas realidades. É um processo”.