Foto: Arquivo Adufrj

Elisa Monteiro

elisamonteiro@adufrj.org.br

O ano de 2018 foi de desafios, e a comunicação foi um deles. Diante da polarização política, com ameaças à democracia, nunca foi tão urgente comunicar. A Adufrj fez sua parte e lançou iniciativas para dialogar com o maior público possível dentro e fora da UFRJ. O ponto alto desta trajetória foi a campanha #UFRJSEMPRE, com cenas da maior universidade federal brasileira.

Cada peça foi desenvolvida para aproximar a universidade do seu justo reconhecimento social. A campanha mostra a presença da instituição onde a sociedade muitas vezes não imagina (#UFRJSim), projetos e pesquisas que só existem na UFRJ (#SóTemAqui) e estudantes pioneiros de suas famílias numa universidade pública (#SouoPrimeiro, #SouaPrimeira). A Adufrj reuniu quase 60 desses primeiros numa foto e publicou no “Jornal do Brasil” um anúncio sintetizando o espírito da campanha: “Investir na universidade pública é a melhor garantia de um futuro democrático, construído com criatividade, conhecimento e justiça social”.

CURSO – De 12 de setembro a 20 de outubro, a Adufrj ofereceu o curso “Interpretações sobre o Brasil Contemporâneo”. Foram 11 sessões gratuitas com foco em temas políticos e econômicos abordados por palestrantes de reconhecimento nacional e internacional. A iniciativa foi coordenada pela professora Maria Lúcia Teixeira Werneck Vianna, presidente da Adufrj.

A TV ADUFRJ, um canal de vídeos no YouTube, entrou no ar em agosto. O lançamento reuniu jornalistas
e professores, como Ivana Bentes (diretora da ECO). De lá para cá, foram 56 vídeos sobre temas variados, 4 da campanha #UFRJSempre.

CALENDÁRIO – Mais que um calendário, o brinde de fim de ano da Adufrj homenageia pessoas e projetos que tornam a UFRJ referência para o país e são personagens da campanha #UFRJSempre. A folhinha criada pelo artista gráfico André Hippert expõe o desejo de melhores perspectivas para 2019, valorizando Ensino, Pesquisa e Extensão públicos. Adesivos ajudaram a levar no peito a defesa da universidade e da democracia. Um anúncio publicado no “Jornal do Brasil” completou o projeto.

AS CAMPANHAS da Adufrj ganharam visibilidade em outdoors e galhardetes especiais. Os projetos “Inverter a Intervenção” e “A Luta pela Paz é Feminina” tomaram as ruas a partir de março. No mesmo mês, a campanha pela apuração das mortes da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes chegou às ruas, e em novembro seis outdoors da campanha #UFRJSempre se espalharam pela cidade.

A NEWSLETTER “Adufrj nas Eleições” trouxe 15 artigos de docentes da UFRJ sobre o processo eleitoral. Os textos foram compilados num livreto publicado no fim do ano.

BUSDOORS – As linhas de ônibus do Rio de Janeiro passaram a levar painéis com mensagens da Adufrj. Da campanha #UFRJSempre à cobrança por apuração para a morte de Marielle Franco, os produtos estão em nove linhas do Centro, das Zonas Norte, Sul e Oeste, de Niterói e da Baixada.