Redação Adufrj

comunica@adufrj.org.br

A violência de gênero e a autonomia universitária foram os eixos do debate que Adufrj e Andes realizaram nesta terça, 9 de outubro, a partir das 18h, no IFCS. O evento foi organizado pela Adufrj e pelo Andes. O objetivo foi discutir o tema e também prestar solidariedade à professora da UFRJ Maria Clara Dias. Ela coordenou o Dossiê Sobre Lesbocídio, lançado este ano pelo Núcleo de Inclusão Social da UFRJ. O trabalho mostrou que, entre 2014 e 2017, 126 mulheres foram mortas no Brasil por serem lésbicas. Depois disso, Maria Clara foi alvo de ameaças e perseguições nas redes sociais. O debate “Autonomia Universitária, Liberdade de Cátedra e as Questões de Gênero” foi aberto ao público.

ADICIONAR COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

(*)

(*)