facebook 19
twitter 19
andes3

02aWEB menor1130Servidores federais realizaram em várias cidades do país atos simbólicos em defesa dos serviços públicos, contra cortes de salários e contra o governo Bolsonaro. A iniciativa foi organizada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais, do qual o Andes faz parte.
No Rio, o ato aconteceu às 10h, nas escadarias da Câmara dos Vereadores, na Cinelândia, e seguiu as recomendações de distanciamento social preconizadas pelas autoridades sanitárias. Não houve aglomerações e a ação foi encerrada em pouco tempo.
Também participaram movimentos sociais, como MST e MTST. Além da defesa dos serviços públicos, os manifestantes protestaram contra a ausência de políticas públicas de combate efetivo à pandemia. E contra as operações policiais que resultaram em mortes de moradores de favelas nas últimas semanas.
Em Niterói, a manifestação foi realizada às 8h, no terminal das barcas. Na cidade, o mote principal do protesto foi a crítica à reabertura das atividades comerciais, mesmo sem indícios de que a pandemia está sob controle.
Também houve protestos em Belém, capital do Pará, em São Luís, no Maranhão, e em Brasília.
“Nosso grito, em meio ao ‘silêncio’ das ruas, é para demonstrar que resistiremos e faremos enfrentamento a esses governos e suas ações genocidas”, afirmouMariana Trotta, vice-presidente da Regional Rio do Andes, uma das organizadoras da atividade.

Topo