facebook 19
twitter 19
andes3

WEB menor112907cAVATARES do aplicativo Maniff. app participaram da ‘marcha'A Marcha Virtual pela Ciência, realizada no dia 7, foi um sucesso. A programação nacional de debates organizados por sociedades científicas, universidades e institutos de pesquisa alcançou grande repercussão na mídia e nas redes sociais.
Somente na imprensa, foram registradas 239 matérias. Durante todo o dia da manifestação, o portal da SBPC, organizadora da Marcha, recebeu mais de 28 mil visitas. As duas hashtags empregadas durante a manifestação (#paCTopelavida e #MarchaVirtualpelaCiência), que somaram 30 mil tuítes, ficaram entre os assuntos mais comentados do Twitter no dia 7. No Youtube, o  canal da SBPC alcançou mais de 600 mil usuários e  ganhou 3,4 mil inscritos.
O presidente da SBPC e professor do Instituto de Física da UFRJ, Ildeu Moreira, avaliou como positiva a mudança da Marcha para o ambiente virtual. “Foi uma iniciativa importante, e mostrou que temos de usar mais as redes”. Ildeu reconheceu a influência da pandemia nos números. “Este ano, de fato, atingiu mais pessoas. Estamos num momento diverso, que facilita por um lado, mas dificulta a organização mais efetiva das nossas atividades presenciais”, afirmou.
A inovação também ajudou a ampliar o alcance da Marcha. O aplicativo Maniff.app, possibiliou uma experiência inovadora de manifestação online, posicionando avatares em um mapa virtual em todo o planeta, com placas e faixas em defesa da ciência e da democracia. Na noite de 7 de maio, 15.800 participantes estavam logados, a grande maioria em frente ao Congresso Nacional, em Brasília. “Tivemos um êxito incrível”, disse Ildeu.
Para a professora Christine Ruta, diretora da AdUFRJ, a SBPC fez bem ao manter a Marcha, mesmo no ambiente virtual. “Os números são muitos significativos. O confinamento nos forçou a isso. E a SBPC acertou, construindo essa maneira de as pessoas se expressarem”, avaliou.

Topo