facebook 19
twitter 19
andes3

07WEB menor1134A nota da Procuradoria Federal da UFRJ sobre o lançamento dos códigos de trabalho remoto caiu como uma bomba entre os professores e técnicos. Distribuído na semana passada às unidades, o texto afirma a impossibilidade de aplicação de falta justificada e cita eventuais penalidades aos gestores. No Consuni do dia 25, diante das críticas da comunidade acadêmica, a reitora Denise Pires de Carvalho classificou a nota como “opinativa”. “Não tem decisão jurídica por trás dela”, disse.
Antes da explicação da dirigente, os conselheiros fizeram vários questionamentos. “Qual a leitura que as pessoas tiveram? O que vale é a posição da Procuradoria. Os termos da nota técnica são muito pesados. O resultado é a intimidação”, criticou Roberto Gambine, um dos representantes dos técnicos no Conselho Universitário.
Denise reafirmou que a resolução nº 7 do Consuni, sobre o trabalho dos servidores da universidade durante a pandemia, segue vigente. Também observou que o lançamento da frequência dos servidores para o último pagamento foi realizado com muita seriedade pelos dirigentes das unidades e que ocorreu um número pequeno de perdas salariais. Deu como exemplo que apenas 70 servidores perderam os adicionais de insalubridade em toda a UFRJ. “E a perda está sendo causada pelo governo. O inimigo não é interno”, concluiu.

EMERÊNCIA
O Consuni do dia 25 concedeu o título de Professor Emérito para Maria Antonieta Rubio Tyrrel, da Escola de Enfermagem Anna Nery. Vários colegas elogiaram a trajetória da docente, em especial sua atuação para a consolidação do campus da universidade em Macaé. “A universidade tem ritos e mitos. E hoje estamos celebrando um mito”, disse o professor Francisco Esteves, representante dos Titulares do Centro de Ciências da Saúde no colegiado.

ENSINO REMOTO
A reitoria vai convocar uma sessão extraordinária do Conselho Universitário apenas para discutir o ensino remoto. A medida foi provocada por uma reivindicação da bancada estudantil. Os alunos cobram condições mínimas, como auxílios emergenciais, para a implementação da modalidade.

CARLOS LESSA
A sessão do colegiado foi encerrada com a aprovação de uma moção de pesar pelo falecimento do ex-reitor Carlos Lessa. O professor dirigiu a UFRJ entre 2002 e 2003.

Topo